Categoria: Outros

Dicas | Outros | Viagens 25 de abril 2019

Confira nosso Guia de Cafeterias de Paris

Quem nos acompanha, sabe que há poucos dias voltamos da Europa.

Além disso, visitamos muitas cafeterias que estavam em nosso roteiro.

Guia de cafeterias em Paris

E especialmente para quem vai a Paris, na França, vamos citar abaixo algumas cafeterias que visitamos e curtimos bastante!

Portanto, vale a pena anotar para a sua próxima viagem.

Vamos lá, então?

– KB CaféShop

Localizada em South Pigalle,  a cafeteria possui torrefação própria e conta com um ambiente super descontraído.

Recomendamos os cafés, de diferentes origens, que são vendidos em pacotes de 250 g. Em outras palavras, ficamos até perdidos de tanto café bacana!

http://www.kbcafeshop.com/

– Honor

Fica na charmosa Rue du Faubourg Saint-Honoré. Além das bebidas, o atendimento é outro diferencial. E eles também vendem os cafés, que são torrados no Reino Unido. Portanto, você também consegue levar para casa esses ótimos cafés!

Peça um cappuccino, você não vai se arrepender.

https://www.honor-cafe.com/

– Le Peloton Café

Ele fica na Rue du Pont Louis-Philippe, que fica próxima da linda Île Saint-Louis. E como já diz o nome, é um ponto de encontro da galera que gosta de bike.

Além disso, fomos muito bem atendidos pela equipe da cafeteria. E detalhe, tinha café brasileiro no moinho!

Instagram

– La Caféotèque

Esse era o café mais próximo de onde estávamos. Bem simpático e com vários cafés para comprar também.

E como eles possuem cafés de várias origens , comece pelo espresso.

Por exemplo, nós provamos um frutado show!

Instagram

– Café Pierre Hermé

Para quem ainda não conhece, os macarons Pierre Hermé são deliciosos e muito apreciados em Paris.

E quando nos deparamos com essa cafeteria, que fica em frente à loja da marca, que fica na Rue Bonaparte, não tivemos dúvidas e fomos conhecer.

E detalhe para o café, que era especial e de uma fazenda brasileira.

https://www.pierreherme.com/

– Yellow Tucan

Uma cafeteria bem simpática, localizada no Marais, pertinho da Place des Vosges. Vale a pena passar e conferir seu ambiente aconchegante.

Afinal, tem coisa melhor do que tomar um café especial, e depois disso curtir as belezas de Paris?

https://www.yellowtucan.com/

Rick e Aline
Um casal apaixonado por cafés compartilhando experiências
Outros 26 de setembro 2018

Museu do Café celebra dia internacional da bebida

O Museu do Café celebra dia internacional da bebida.

As ações, programadas para o dia 30 deste mês, abordam o papel da mulher na área e técnicas de pintura.

Instituído pela Organização Internacional do Café (OIC), o Dia Internacional do Café é celebrado, anualmente, em 1º de outubro. A ocasião, um marco de suma importância para todos que apreciam e trabalham no ramo, é uma celebração da diversidade, qualidade e paixão que existem no setor. Para comemorar essa data tão especial, o Museu do Café trará apresentações de cinco baristas consagradas no ramo.  E abrirá, também, uma mostra temporária. As atividades acontecem no domingo (30), dia que precede a data oficial.

Baseando-se no conceito de “Mulheres no Café”, tema estabelecido pela OIC para 2018, o Museu contará com duas programações especiais. A primeira, marcada para as 14h00, será um encontro de baristas. Ela reunirá profissionais da área para diferentes demonstrações e degustações de bebidas produzidas à base de café. A ação, que tem como objetivo valorizar a presença feminina no segmento, também proporcionará um bate-papo sobre os desafios da profissão.

Dentre os nomes escalados para o evento, estão a sócia-proprietária da empresa de cursos Baristando, Franciele Gomes; a barista chefe, responsável pela qualidade dos cafés e instrutora de treinamentos da rede Santo Grão, Keiko Sato, e colaboradoras da cafeteria Octávio Café, Martha Grill, Juliane Alves e Natalia Telles. Os drinks de cada profissional, escolhidos para as apresentações, incluem, respectivamente, o “Iced Coffee – café com soda limonada”, o “Cold Brew – experiências da extração à frio”, a “Soda Mademoiselle d’Orvilliers”, o “Julli Frutti” e, por fim, o “Paçoca Latte”.

Segunda parte:

A segunda parte da agenda envolve a inauguração da exposição temporária “Café com aquarela, uma experiência de imagem e contos”. A mostra, com abertura prevista para as 17h00, trará ao público 16 trabalhos figurativos produzidos com a bebida, carvão e outros materiais pouco convencionais. E são assinados pelo artista plástico Rogério Bassa Gonçalves.

Compondo as áreas expositivas da instituição até o dia 30 de outubro, as ilustrações buscam destacar o uso da extração na composição de peças artísticas. Proporcionando um produto com características obscuras e de um aspecto envelhecido. De acordo com Gonçalves, o café proporciona um elemento cromático nas imagens e possibilita tons dourados diversificados, que espelham as propriedades da bebida e a forma como ela foi preparada.

A programação é gratuita. Para participar do encontro com as baristas, os interessados devem fazer a inscrição pelo e-mail inscricao@museudocafe.org.br.

O Museu do Café fica à rua XV de Novembro, 95, no Centro Histórico de Santos. Seu horário de funcionamento é de terça a sábado, das 9h00 às 17h00. E aos domingos, entre 10h00 e 17h00. Aos sábados, a visitação é gratuita. Já a Cafeteria do Museu abre de segunda a sábado, das 9h00 às 18h00. E aos domingos, entre 10h00 e 18h00.

Outras informações estão disponíveis no site www.museudocafe.org.br.

Rick e Aline
Um casal apaixonado por cafés compartilhando experiências
Outros 24 de maio 2018

illycaffè apoia produção de cafés de ex-guerrilheiros das FARC em processo de reintegração, na Colômbia

illycaffè apoia produção de cafés de ex-guerrilheiros das FARC em processo de reintegração, na Colômbia

Torrefadora assinou acordo para treinamento de cafeicultores e compra de seus grãos

No último dia 18, a illycaffè assinou, na Colômbia, um memorando de entendimento com o ETCR (Espaços Territoriais para Treinamento e Reintegração) e a Ascafé (Associação Colombiana de Pequenos Cafeicultores), que visa aumentar a qualidade e produtividade da produção cafeeira no departamento de Cauca, onde ex-combatentes das FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) e pequenos produtores residem, estimulando o desenvolvimento econômico local.

O acordo

O acordo, assinado na cidade de Popayán pelo presidente da illycaffè, Andrea Illy, e pelos representantes do ETCR Walter Mendoza e Carlos Arturo López, estabelece, entre outras questões, que a illy compartilhará seu know-how sobre as melhores práticas agronômicas. Graças ao programa de treinamento realizado por seus técnicos da Universidade do Café e agrônomos. E irá adquirir os lotes de café produzidos pelos ex-guerrilheiros que atingirem os padrões de qualidade da empresa.

A assinatura significa uma grande vitória no processo de paz. Já que foi concluída a primeira produção de café dentro dos Espaços Territoriais para Treinamento e Reintegração.

Esses lotes de café Arábica de alta qualidade confirmam o sucesso do programa que está em andamento. Graças aos programas comerciais da Ascafé e da Federación Nacional de Cafeteros, e ao programa de treinamento administrado pela Agência para a Reintegração e apoiado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem (SENA). Por meio do qual a illycaffè ajudou a treinar ex-combatentes -, a Colômbia está vivendo outro grande momento histórico.

Existem mais de 600 ex-combatentes das FARC nas quatro zonas de ETCR, todas em Cauca. Que podem aproveitar os benefícios descritos no memorando. São 130 ex-guerrilheiros de La Elvira, na cidade de Buenos Aires; 350 de Los Monos, na cidade de Caldono; 50 de el Estrecho, na cidade de Patia; e 80 de Monte Redondo, na cidade de Miranda. A eles se somam 480 pequenos produtores das comunidades do entorno.

Andrea Illy

“Queremos contribuir de maneira tangível para o complexo processo de paz.  Trabalhando ao lado das pessoas e das organizações que estão unindo forças para que isso aconteça rapidamente”, disse Andrea Illy. “Estamos implementando na Colômbia e em Cauca os mesmos princípios que aplicamos nos outros países de onde compramos nosso café verde. E que se baseiam em três pilares: trabalhar de mãos dadas com os produtores – individualmente ou em afiliação com outros; compartilhar com eles o conhecimento para permitir que alcancem padrões mais elevados de produção e remunerá-los de maneira a tornar sua produção sustentável ”, complementou.

O café representa um investimento estratégico para o desenvolvimento da região e para a difusão de uma cultura de paz. É por esta razão que o governador de Cauca, as administrações dos municípios de Argelia, Caldono, Buenos Aires, Miranda e Bandera de Patia, o Comitê dos cafeicultores de Cauca e os membros da Cooperativa e da Ascafé orgulhosamente anunciam o lançamento deste ambicioso projeto que espera plantar 550 hectares de café.

illycaffè apoia produção de cafés de ex-guerrilheiros das FARC

 

Rick e Aline
Um casal apaixonado por cafés compartilhando experiências