Café | Dicas 13 de julho 2018

Café e Gestação

São inúmeras as dúvidas com relação a esse tema e mesmo assim ainda não existe um consenso sobre o quanto de cafeína é seguro consumir durante a gravidez.

Lembrando que não é somente o café que possui essa substância, bebidas à base de cola, chá verde, chá preto, guaraná, chocolates e alguns medicamentos também possuem.

Sabemos que a cafeína é um estimulante, ou seja, age sobre o sistema nervoso central estimulando a concentração, melhorando o humor, diminuindo o cansaço físico e mental. Outro ponto importante é o de aumentar o ritmo cardíaco e o metabolismo, o que consequentemente afeta a maneira como o bebê se sente.

Vale lembrar que bebidas à base de cafeína podem prejudicar a absorção do ferro, mineral importante em diversas fases da vida, principalmente durante a gestação. Para evitar essa competição, consuma a bebida 30 – 40 min após as refeições.

Indivíduos sensíveis a cafeína, podem sofrer de insônias, dores de cabeça ou desconforto gástrico.

Estudos mostram que grandes concentrações de cafeína podem afetar o crescimento e desenvolvimento das células fetais. Além disso, a cafeína possui efeito vaso constritor, o que pode diminuir a oferta de oxigênio para o feto.

Por outro lado, vários estudos mostram que o consumo de cafeína em doses baixas (3 xícaras de café/dia) não acarreta prejuízos na gestação nem no desenvolvimento do feto.

O mais importante é a moderação e acompanhamento com um profissional especializado para evitar possíveis problemas com relação ao consumo dessa substância, afinal, nada com um bom café para deixar a vida mais saborosa e cheirosa!

Juliana Pizzocolo

Nutricionista

@instagram_da_nutri

Rick e Aline
Um casal apaixonado por cafés compartilhando experiências

Posts relacionados

Comente pelo WordPress